A TECNOLOGIA AJUDANDO A DAR SEGURANÇA AOS AVALIADORES DE PONTES E VIADUTOS

Antigamente para se verificar defeitos, danos ou deteriorações na superfície dos pavimentos eram identificados a olho nu e classificados segundo uma terminologia normalizada. Hoje os recursos para identificação destas patologias tem apoio através de tecnologias avançadas de emissão de laser (LTS).

Uma variedade de objetos nas estradas estaduais contribui para um complexo sistema de infraestrutura que precisa ser eficientemente gerenciado pelos departamentos transportes rodoviários e urbanos (DERs, DNIT, CET, BHTRANS e outros).

Os DERs estaduais e empresas municipais coletam dados rotineiramente sobre objetos variedade de métodos de detecção para atender aos requisitos de regulamentação, avaliando condições e otimizando suas operações.

Existem desafios significativos na coleta e manutenção no inventário de dados de inventário de rodovias com detalhes e qualidade suficientes.

Tem milhares de quilômetros de rodovias em cada estado ou cidades.

Coletando dados de estradas ao longo dessas rodovias geralmente têm um custo significativo.

Esta pesquisa analisa a mobilidade terrestre varredura a laser (LIDAR) como método emergente de coleta de dados de inventário de rodovias.

O objetivo é analisar os componentes do sistema de sistemas MTLS e investigar a precisão dos dados e o esforço de coleta de dados da MTLS em relação à necessidade de implementação de um sistema de gestão dos ativos rodoviários com o melhor da relação custo-benefício.

Para gerir eficientemente os sistemas rodoviários, os DERS dos Estados recolhem frequentemente uma variedade de dados geoespaciais para carregar seus programas de gerenciamento. Estes programas incluem, situação critica de pontes e viadutos, inventário de ativos, gerenciamento na produtividade das obras já concluídas, engenharia de levantamentos topográficos, estudo corredor e pesquisas de planejamento, pesquisas de conformidade com as premisssas), pesquisas de deformação, pesquisas ambientais, pesquisas de análise de distância à vista,

Levantamentos de terraplenagem, análise de erosão da zona costeira, previsão e resposta a acidentes e inspeção de construções. A coleta de dados geoespaciais para suportar esses programas incorre em custos de centenas de milhões de dólares. Os engenheiros avaliadores são frequentemente expostas a perigos tráfego rodoviário durante a coleta de dados. Considerando o papel vital dos sistemas rodoviários e economia para a nação, métodos que podem coletar dados geoespaciais de qualidade em um de maneira mais segura e com menor custo são as necessidades imediatas.

Saiba mais:

Sistema bem
https://drive.google.com/open?id=1gbYmd81VhPJiQt-K5oBvXQXCgaAihiYI